quarta-feira, 1 de julho de 2015

A Princesinha Carvoeira

Havia uma jovem carvoeira que passava noites em claro na floresta queimando lenha para fazer carvão e vender na cidade no dia seguinte. Em seu coração, porém, pulsavam outros anseios e, maravilhada, admirava quem tinha a ventura de poder realizá-los: entrar na belíssima Catedral sem aquelas vestimentas enegrecidas pelo carvão; poder servir no castelo da rainha, ver de perto as damas da corte e os guardas uniformizados. Mas, sabia que tinha nascido carvoeira e assim seria até o fim de seus dias.
Certa vez aproxima-se dela uma nobre e educada donzela, perguntando se não tinha outras esperanças além de ser carvoeira. A jovem abre-lhe seu coração e explica sua admiração por algo muito superior, mas mostra-lhe que é resignada no trabalho que Deus lhe deu. 

A nobre donzela, entretanto, começa a contar-lhe a história da rainha e de sua filhinha que, ainda bebê, foi roubada do berço real por assaltantes. Depois disso, foi abandonada na floresta e encontrada por um casal de carvoeiros que, sem saber da procedência da criança, levou-a para junto de si e a adotou como filha.
Da parte da rainha, a nobre vem anunciar à carvoeira que esse casal eram seus pais, e a princesa não é outra, senão ela mesma! Ali estava a princesinha, no ofício de carvoeira.

A jovem é levada à presença da rainha que, com todo afeto a recebe e introduz em sua casa, em seu palácio.
 Essa bela história foi encenada no último fim de semana de junho para as alunas do Projeto Futuro e Vida que, atentas, participaram da narração.
Em certo sentido, somos aqui na terra como aquela princesinha carvoeira: nossa pátria verdadeira é o Céu, e aqui por vezes nos encantamos com a maravilha que existe junto de Deus na eternidade.
No fim da peça teatral, várias as alunas receberam uma bela lembrança como prêmio de honra de participação assídua nas atividades oferecidas pelo Projeto.

terça-feira, 23 de junho de 2015

Peregrinando com os Arautos do Evangelho



“Provai e vede quão suave é o Senhor”, canta o salmo 33. Há certas graças que só quem experimenta sabe seu perfume, pois o vocabulário humano não consegue exprimir o que são. Foi o que provou um grupo de famílias -pais das alunas do Projeto Futuro e Vida de Nova Friburgo- que esteve em São Paulo para visitar algumas igrejas e residências dos Arautos do Evangelho.





                                                                                                                                                                                                   
A peregrinação iniciou na Basílica Nossa Senhora do Rosário de Fátima localizada na Granja Viana, em Cotia - SP. Os visitantes puderam maravilhar-se com as cores e formas que adornam aquele recinto sagrado, passear por seus corredores e capelas adjacentes, participar da Santa Missa e, depois, saborear um delicioso almoço preparado com carinho pelos Arautos que ali residem.













                                                                                                                                                                                     
Conheceram também a Basílica Nossa Senhora do Rosário, em Caieiras-SP, e a residência feminina Monte Carmelo, também em Caieiras.
Que esses dias inesquecíveis jamais se apaguem dos corações que viveram tal experiência, que, sem dúvida, os fez imaginar as belezas do Paraíso.
Monte Carmelo, Caieiras-SP
Basílica Nossa Senhora do Rosário, Caieiras-SP
Basílica Nossa Senhora do Rosário de Fátima, Cotia-SP

quarta-feira, 17 de junho de 2015

Feira de Ciências no Colégio Arautos!

O Colégio Arautos do Evangelho-Nova Friburgo promoveu uma “Feira de Ciências” entre os alunos neste mês de junho.
A esmerada preparação do evento foi motivo de muito aprendizado da parte das estudantes. Os conteúdos de pesquisa e as experiências fizeram sucesso e trouxeram à realidade o que a disciplina explica em sala de aula.
insira a foto aqui neste espaço

insira a foto aqui neste espaço






                                                                                                                                             
As alunas desde o 5º ano do Ensino Fundamental até o 3º ano do Ensino Médio explicaram de forma atraente os variados temas de pesquisa: a célula; divisão celular; como forma-se um câncer no organismo; fungos; líquens; lei gravitacional; transformações físicas e químicas; eletricidade; cores, entre outros.













                                                                                                      Mais uma vez ficou patente o velho ditado: “A união faz a força”! Professores, alunos e funcionários engajados com entusiasmo no trabalho, trouxeram um resultado muito além do almejado.

Que Santa Teresa d’Ávila, padroeira do Colégio, continue intercedendo pelo estabelecimento para que dê excelentes frutos para o amanhã de nossas crianças.


























quinta-feira, 11 de junho de 2015

Feriado de Corpus Christi em Nova Friburgo


Os dias do feriado prolongado por ocasião do Corpus Christi foram bem aproveitados pelas alunas do Projeto Futuro e Vida no Setor-feminino dos Arautos do Evangelho. Um ciclo de exposições ilustradas sobre as três Virtudes Teologais – fé, esperança e caridade- bem como sobre o Santíssimo Sacramento e sobre a virtude da Confiança, despertaram entusiasmo, participação e interesse em todas as assistentes.
As atividades tiveram início com a Santa Missa na Capela Nossa Senhora do Bom Sucesso, localizada na própria residência dos Arautos, e em seguida as jovens partiram para apreciar os tapetes de Corpus Christi, verdadeiras obras de arte, confeccionados pelas paróquias, movimentos e colégios da cidade, para a procissão  na Avenida Alberto Braune-centro.



Ao retornar à residência dos Arautos, a palestra sobre a Eucaristia expôs a grandeza desse Sacramento, e os milagres eucarísticos relatados foram causa de muita curiosidade para as alunas.
A reunião sobre a virtude da fé foi ilustrada com um sketch sobre duas irmãs cegas: uma, pragmática, não acreditava em nada que lhe narravam porque nada via, e outra, que tinha verdadeira sede de saber mais sobre o que seus olhos não podiam ver. Ao final, esta última recebe o milagre da cura e vê de fato tudo o que antes só ouvia dizer. Assim somos nós nesta peregrinação terrestre: a fé em Deus e no auxílio da graça transformar-se-á em visão na eternidade.











A palestra sobre a Esperança procurou mostrar a beleza de esperar no auxílio de Deus a todo o momento, e a alegria e paz de alma sente aquele pratica esta bela virtude.

Já na exposição sobre a virtude da Caridade, encenou-se a história de uma religiosa que, dentro do convento, propôs-se a ajudar em tudo as demais Irmãs mostrando-se muito habilidosa na costura, remendos e confecções dos hábitos. Na hora da morte, pede que lhe deem sua “chave-do-céu”. Qual não foi a surpresa das Irmãs que, após trazerem a cruz, o terço, um livro, a regra da ordem, veem que a verdadeira “chave-do-céu” da moribunda tratava-se da agulha de costura que, usada diariamente com sincera caridade, havia lhe conquistado as graças para alcançar o Céu.


                                                                                                                                                   
A última reunião foi sobre a virtude da Confiança, que se define como “a  Esperança fortalecida pela Fé”. Nesta apresentou-se em forma de teatro a história de Josebá (figurando a conhecida passagem de Jó), que por permissão de Deus perde todos os bens que possuía e até a própria saúde, mas não perde a confiança em Deus. Depois, como prêmio, recupera tudo o que perdeu, de forma multiplicada.


Orações em conjunto, treinos de música, convívio alegre nas refeições, Missas diárias e a animada sessão de perguntas e respostas fizeram desses dias, momentos preciosos e inesquecíveis.